Notícias

Julho Dourado alerta tutores sobre cuidados com os pets; campanha é prevista em Lei Estadual

Objetivo é reforçar a conscientização sobre importância da vacinação nos animais de estimação

O cuidado com nossos melhores “amigos” ganha foco em julho, mês dedicado à conscientização sobre a vacinação nos animais de estimação. A campanha, prevista em Lei Estadual aprovada na Assembleia Legislativa do Paraná em 2018, recebe o nome de Julho Dourado e alerta os tutores a respeito da imunização de seus cães e gatos como forma de prevenção além de incentivar a doação de animais abandonados.

O período é uma oportunidade para enfatizar conscientização sobre ações que podem salvar milhões de vidas. Atualmente, o Brasil ocupa o 3° lugar no ranking mundial com mais pets no mundo, totalizando uma população de 167,6 milhões de animais de estimação.

Os dados mais recentes são de 2022 e mostram que 68 milhões são cães, 42 milhões são aves e 34 milhões são gatos. Há ainda 22 milhões de peixes ornamentais e 2 milhões de outros, como coelhos e roedores. O levantamento é da Euromonitor International (líder mundial em pesquisa de estratégia para mercados consumidores) e publicado no site da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).

Já uma pesquisa realizada pela Comissão de Animais de Companhia (COMAC), também em 2022, aponta que 56% dos domicílios têm pelo menos um cão ou gato. Entre os entrevistados, 63% possuem cães e 54% possuem gatos. Os domicílios com cães e sem gatos chegam a 46%; com gatos e sem cães são 37%, e domicílios com cães e gatos 17%.

A lei paranaense incentiva para que nesse período sejam feitas campanhas de conscientização e eventos abordando a importância da saúde dos animais, cuidados com a higiene, prevenção de doenças, alimentação, vacinação e consultas regulares com o veterinário, além da adoção de pets abandonados.

O objetivo é promover intercâmbio visando ampliar o nível de resolutividade das ações direcionadas à saúde de animais de rua e animais domésticos de estimação por meio de integração da população, órgãos públicos, privados e organizações não governamentais que atuam na área de defesa animal

Também prevê a divulgação dos preceitos contidos na Declaração Universal dos Direitos dos Animais da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A declaração da ONU considera que cada animal tem direito ao respeito; que o homem não tem o direito de exterminar os outros animais, ou explorá-los; que cada animal tem direito à consideração, à cura e à proteção do homem e que o abandono de um animal é um ato cruel e degradante.

Entre as ações do Julho Dourado, estão previstos o pedido de uma ampla campanha em nível estadual nas emissoras de rádio e TVs; o envio de ofício a todas as prefeituras, câmaras municipais, organismos públicos e privados ligados aos animais solicitando ações; pedido que os prédios públicos municipais, estaduais e federais sejam iluminados na cor dourada à noite.

Doenças

A campanha anual serve como uma oportunidade para enfatizar o poder do cuidado sobre a saúde dos animais de rua e domésticos. Médicos veterinários defendem que o check-up periódico deve ser implantado na rotina de cuidados, pois auxilia a prevenir inúmeras doenças e a vacinação previne diversas zoonoses.

Elas são doenças transmitidas entre animais e seres humanos, sendo uma preocupação tanto para a saúde pública como para o bem-estar dos animais. Diversas enfermidades podem ser transmitidas entre esses dois grupos, como a raiva, leptospirose, febre maculosa, leishmaniose, toxoplasmose, entre outras. Essas doenças representam um risco real para os animais de estimação e seus donos, destacando a importância da prevenção.

Uma das melhores formas de prevenir as zoonoses é através da vacinação dos animais domésticos. As vacinas desempenham um papel fundamental na proteção contra doenças infecciosas, ajudando a fortalecer o sistema imunológico dos pets e evitando que se tornem portadores e disseminadores dessas doenças. Além disso, a vacinação também contribui para a erradicação de certas enfermidades, como ocorreu com a raiva em muitos países.

Via: Banda B

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios