Notícias

Família de faixas-pretas de taekwondo impede estupro nos EUA

Lutadores ouviram gritos de mulher que estava sendo atacada dentro de loja de celulares no Texas e resolveram agir

Uma família inteira de faixas-pretas de taekwondo salvou uma mulher de ser abusada sexualmente em Cypress (Texas, EUA) depois de ouvir seus gritos aterrorizados de socorro e rapidamente agir e prender o criminoso.

A família An entrou em ação depois de ouvir os gritos da vítima dentro de uma loja de celulares próxima à sua academia de artes marciais, Yong-In Tae Kwon Do, na tarde de terça-feira (18/6).

O grão-mestre Han An, faixa preta de oitavo grau e veterinário militar sul-coreano, correu rapidamente para fora da academia, sendo seguido pela sua esposa e pelos seus três filhos.

Eles encontraram Alex Robinson, de 19 anos, atacando a mulher e tentando colocar a mão sobre a sua boca.

Alex Robinson, de 19 anos, acusado de tentativa de estupro no Texas — Foto: Divulgação/Harris County Jail
Alex Robinson, de 19 anos, acusado de tentativa de estupro no Texas
Foto: Divulgação/Harris County Jail

Demorou apenas alguns minutos para An eliminar a ameaça, desferindo um chute e um soco em Alex. O agressor sexual foi dominado até a chegada da polícia.

“Você realmente não esperaria isso em uma situação cotidiana, mas quando chega a hora, é muito valioso”, disse Simon An, de 20 anos, sobre o treinamento em artes marciais da família à emissora KHOU.

A esposa de An, Hong, e sua filha, Hannah, rapidamente levaram a vítima para a academia a fim de acalmá-la e confortá-la.

Quando policiais chegaram à cena do crime, Alex ainda estava deitado no chão, com um lutador aplicando uma chave de braço nele.

“Ao utilizar seu treinamento e sua disciplina, eles conseguiram impedir o ataque e detê-lo”, disse o xerife do condado de Harris em comunicado.

Page Not Found/Extra

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios