Notícias

Mulher é estuprada por 45 minutos e pessoas filmam ao invés de ajudar

O caso aconteceu na Filadélfia, Estados Unidos, e a polícia diz que estupro poderia ser evitado se as pessoas tivessem chamado ajuda ao invés de filmar

Uma mulher foi estuprada no metrô da cidade de Filadélfia, nos Estados Unidos, por aproximadamente 45 minutos. Ela já havia empurrado repetidamente o agressor antes dele cometer a violência sexual , mas ninguém interferiu. Pelo contrário: os passageiros ao redor pegaram seus telefones e filmaram o estupro, ao invés de acionar a emergência. Ela só foi salva depois do ataque, quando um funcionário fora do horário de serviço fez uma chamada.

“Havia outras pessoas no trem que testemunharam esse ato horrível, e ele poderia ter sido interrompido mais cedo se um passageiro ligasse para o 911”, disse o porta-voz do SEPTA (Autoridade de Transporte do Sudeste da Pensilvânia), John Golden, em um comunicado enviado por e-mail à agência Reuters.

O estupro aconteceu dia 13 de outubro, pouco depois das 21 horas. A mulher havia ido a um bar depois do trabalho e pegou o trem por engano às 21h15. O estuprador é Fiston Ngoy, 35 anos, e enfrenta acusações de estupro, desvio involuntário de relações sexuais, agressão sexual e outros crimes. Ele embarcou minutos depois, sentou ao lado dela e foi quando começou as tentativas que culminaram no estupro às 21h52.

Do IG

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo