Notícias

Douglas Fabrício apresenta Projeto de Lei que cria data comemorativa para o Rio Pirapó

Proposta impulsiona turismo regional e motiva preservação da natureza

O deputado estadual Douglas Fabrício apresentou projeto de Lei, na Assembleia Legislativa do Paraná, que institui o “Dia Estadual do Rio Pirapó”, a ser comemorado no dia 10 de dezembro.

Vale destacar que a proposta teve o apoio do professor Jacó Gimennes, fundador da Retur (Rede de Turismo Regional) e ex-presidente da Paraná Turismo na gestão de Douglas Fabrício, quando o deputado foi secretário estadual de Esporte e Turismo.

Para o deputado Douglas, o projeto de Lei incentiva o turismo regional do estado, além de motivar a preservação do meio ambiente. “Ter uma data no calendário oficial vai contribuir muito para disseminação das potencialidades do Rio Pirapó, contribuindo no fortalecimento da identidade de território e também no sentimento de zelo para preservar as matas ciliares, suas nascentes e seus afluentes, com visão de bacia hidrográfica, integrada por 35 municípios. O lazer e a contemplação de suas águas em corredeiras e cachoeiras, a Pesca Esportiva e o Turismo Náutico, são fatores agregadores ao Turismo Rural”, argumenta.

O parlamentar ainda argumenta que despertar a importância do Rio Pirapó por meio de uma data comemorativa contribuiu com práticas educativas e culturais. “O Paraná tem em seus recursos naturais, a riqueza de seus rios, o que lhe confere um diferencial pela sustentabilidade de suas regiões. O Rio Pirapó apresenta grande patrimônio histórico e cultural. Práticas esportivas e de lazer podem ser desenvolvidas e ampliadas”, argumenta.

O Rio Pirapó

O Rio Pirapó nasce dentro da cidade de Apucarana, junto às instalações do SESC-PR e percorre 260 km até sua foz no Rio Paranapanema, em Jardim Olinda. Suas águas fazem o abastecimento da cidade de Maringá, onde a instalação da captação de água da SANEPAR integra o eixo de atrativos do Projeto da Estrada “Vale do Pirapó”, junto com o “Castelo dos Arautos do Evangelho”, “Fazenda Experimental UNICESUMAR”, fragmento de matas e a beleza panorâmica da “Serrinha”.

O rio apresenta um valoroso patrimônio histórico no município de Itaguajé, onde foi implantado a primeira das Reduções Jesuíticas no Brasil, em 1610. É um potencial turístico a ser trabalhado. As missões começaram neste município, que pode fazer parte da “Rota das Missões”, que inclui o estado do Rio Grande do Sul e países vizinhos como Argentina e Paraguai.

Da Assessoria

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo