Notícias

Homem que matou três pessoas no Paraná é preso 25 anos após o crime

Advogada da família da vítima revelou que o suspeito chegou a falar que “Matou e mataria de novo”

Um homem, de 50 anos, acusado de um triplo homicídio em Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba, em 1996, foi preso neste mês em Fortaleza. Ivandel de Liz estava morando na capital cearense e foi encontrado por meio das redes sociais por uma das filhas da sua ex-mulher.

No dia 18 de outubro de 1996, a ex-mulher de Ivandel, Margareth, e um casal de amigos, foram mortos por disparos de arma de fogo. No dia seguinte o suspeito deixou a documentação da filha que tinha com a vítima com os pais dela e nunca mais foi visto.

De acordo com o delegado Thiago Dantas, que acompanha o caso, crimes de homicídio são prescritos em 20 anos. Porém, neste caso, o processo estava suspenso, por isso o homem deverá permanecer preso.

Atualmente Ivandel trabalhava no ramo de impressão no Ceará, era casado e tinha dois filhos.

Crime há 25 anos

O crime que Ivandel é acusado aconteceu na noite do dia 18 de outubro de 1996, em Almirante Tamandaré. O homem e a ex-mulher estavam separados há 15 dias aproximadamente e ele tentava a reconciliação. 

Naquela noite, Ivandel falou com Margareth e combinou de encontrá-la na pizzaria onde ela trabalhava, após o expediente. De lá os dois foram para casa onde o suspeito estava morando. Apesar do medo, a mulher aceitou com a condição de um casal ir junto no local.

Dentro da casa o casal não chegou a um acordo para a reconciliação. Então Ivandel teria ido até o quarto onde o casal de amigos da mulher estava e realizou dois disparos, um na cabeça de cada. Ao ver a cena, Margareth entrou em desespero e iniciou uma luta corporal com o ex.

Com a pistola carregada, Ivandel teria atingido Margareth com quatro tiros. Antes de sair do local, o homem ainda deixou o gás da casa aberto e dois cigarros próximo ao fogão. Apesar da armadilha, a residência não foi incendiada.

No dia seguinte, Ivandel pegou os documentos da filha que tem com Margareth e levou para os pais dela, sem citar o crime. O homem apenas revelou que eles estavam passando por problemas e não conseguiriam cuidar da criança. Depois disso, Ivandel nunca mais foi visto.

Além da filha com Ivandel, Margareth tinha outras duas crianças. No dia seguinte ao crime, uma delas foi com o tio procurar a mãe e acabou encontrando os corpos na residência onde Ivandel ficava.

Em busca do responsável pela morte da mãe, as filhas nunca desistiram de encontrar o suspeito. Pelas redes sociais, uma das meninas encontrou o homem e informou a polícia que realizou a prisão. O homem utilizava documentos falsos.

Do RIC Mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo