Notícias

Pombo acusado de ser espião é detido na Índia

A polícia da Índia prendeu um pombo com uma pintura rosa em uma das asas e um papel enrolado em uma das patas com uma sequência numérica. Um indiano chamado Geeta Davi ligou para polícia após o pombo pousar em seu domicílio que fica em Kathua, próximo à fronteira do Paquistão.

O superintendente da polícia de Kathua, Kumar Mishra, falou: “nós não sabemos de onde ele veio. Os moradores o pegarem perto da fronteira. Achamos em uma de suas patas um papel com números”. 

Então um comunicado da polícia foi enviado ao Times of India, afirmando que pássaros não têm fronteiras e atravessam limites internacionais durante a migração, entretanto, esse pombo tinha um “código” em seu pé, e como pombos não têm códigos nos pés, isso trouxe preocupação à polícia. Afinal, pode ser um esquema de espionagem dos paquistaneses contra os indianos.

De acordo com a polícia, o pombo ficará em custódia da polícia até o fim das investigações, ou seja, até o código ser decifrado. E até aí vai a matéria do Daily Mail. Mas há três horas o dono do pombo, um fazendeiro paquistanês, entrou em contato com a BBC.

O fazendeiro mora a 4km da fronteira entre o Paquistão e a Índia, e comentou que soltou diferentes pombos coloridos artificialmente pra comemorar o Eid al-Fitr, que é o fim do Ramadã muçulmano. O fazendeiro ainda falou que o “código” indecifrável no pé do pombo é seu número de celular, e que a polícia pode ligar pra verificar.

Um jornal do paquistão afirma que o nome desse fazendeiro é Habibullah, e de fato ele é conhecido por ter muitos pombos. Habibullah já fez apelos até pro primeiro-ministro da Índia pedindo seu pombo de volta. Ele fala que a Índia deve parar de vitimizar pombos inocentes.

Fonte: IG

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar