Notícias

“Achei que estava imune a qualquer golpe, mas clonaram meu WhatsApp”, conta jornalista; saiba como evitar

Não clique em links suspeitos e configure seu whatsapp para verificação em duas etapas

Os golpes aplicados por meio do aplicativo de mensagens Whatsapp causam problemas tanto para quem teve o celular invadido quanto para quem está nos contatos. Os golpes feitos por meio do mensageiro Whatsapp estão ficando cada vez mais complexos. A base da maioria deles é fazer a pessoa acreditar que está conversando com uma empresa real. A dica é não clicar em links e desconfiar sempre.

Reportagem produzida pela Rede Aerp (Associação das Emissoras de Rádiodifusão do Paraná), mostra o que aconteceu com a jornalista Yrit Sitnik, que havia feito uma reclamação no perfil do Instagram de uma loja de móveis. Um perfil fake, com logo e fotos da loja real mandou mensagem através da rede social e pediu o telefone dela para continuar o atendimento. Por telefone, a pessoa que aplicou o golpe disse que passaria um email para ela.

“A pessoa me disse pra eu clicar num link para poder começar o atendimento. Tudo com a logo da empresa, aprecia tudo correto. Cliquei e a pessoa ficava falando que estava resolvendo o meu problema. Demorou alguns minutos e, neste espaço de tempo, clonaram meu whatsapp”, disse a jornalista para a Rede Aerp.

A ideia é conseguir dados pessoais e fazer o que é popularmente conhecido como clonagem do perfil daquele usuário no aplicativo. Quem aplica o golpe, se passa pela vítima e manda mensagem para vários contatos pedindo dinheiro.

A explicação gira em torno de não ter recebido uma quantia ou não poder acessar um valor que já tem no banco e que precisa para pagar um boleto daquele dia e que no dia seguinte, vai devolver o dinheiro.

Aqui acontecem duas coisas, alguns amigos ou contatos percebem que o perfil está sendo usado por outra pessoa e avisam a vítima. Mas outras pessoas que tem relacionamento mais próximo, acreditam se tratar de um amigo ou parente em necessidade, e acabam depositando os valores pedidos.

“Uma das pessoas próximas depositou R$ 2 mil. E eu sou super informada, recebo vários emails de bancos, lojas e sempre achei que estava imune e nunca iria cair em qualquer golpe, mas caí”, lamentou a jornalista.

Como se prevenir

A dica de Guilherme Guimarães, advogado especialista em direito digital e segurança da informação, para evitar cair em golpes é sempre desconfiar.

“Não clique em links que recebe pelo whats. Se receber uma promoção de uma loja, por exemplo, entre no navegador e busque o link da loja para verificar se existe esta promoção. O golpe é sempre para capturar seus dados, tanto de whats com a clonagem, quanto dados até de cartões de banco”.

O especialista conta que em breve o Whatsapp vai possibilitar a transferência de valores pelo próprio aplicativo e com isso será necessário aumentar ainda mais a cautela.

“Se alguém solicitar qualquer importância pra você, mesmo parentes próximos, não transfira nada antes de conversar com esta pessoa. E outra dica importante é configurar seu whats para verificação em duas etapas. Isso vai ajudar bastante”.

Como configurar o whats em duas etapas (Tutorial Tecmundo):

No Android

  1. Abra o menu do WhatsApp tocando no ícone de três pontos, no canto superior direito da tela.
  2. Em seguida, toque em “Configurações”.
  3. Depois, toque em “Conta”.
  4. Você verá um novo menu. Nele, vá na opção “Verificação em duas etapas”.
  5. Por fim, ative a verificação em duas etapa
  6. Na tela seguinte, será necessário escolher um PIN de seis dígitos.
  7. Repita-o na próxima tela e, por fim, adicione um e-mail de segurança.
    Atenção: É importante que você utilize um endereço de e-mail vinculado à conta do WhatsApp para ter uma garantia a mais quando for registrar o número em outro aparelho. Caso você tenha esquecido os números que escolheu para o PIN, você poderá utilizar o e-mail escolhido para receber um código, que vai te permitir acessar o app.

No iOS

  1. Abra o WhatsApp em seu iPhone e toque em “Ajustes” na barra inferior.
  2. Em seguida, vá em “Conta”.
  3. Você verá algumas opções. Selecione “Verificação em duas etapas”.
  4. Toque em “Ativar” e, então, escolha um PIN de acesso. Depois, é preciso inserir um e-mail para emergências.

Tome cuidado

É ótimo possuir um mecanismo de segurança a mais, certo? Porém, é importante que você fique atento a alguns aspectos da verificação em duas etapas. Por exemplo, caso você tenha se esquecido do seu PIN e não tiver cadastrado um endereço de e-mail para usar, não será possível verificar o número de celular do WhatsApp dentro do prazo de 1 semana desde o último acesso.

Assim, é importante manter o número do PIN anotado em algum local seguro.

Fonte: Banda B

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo