Notícias

Pelotão de Choque de Maringá tem primeira comandante mulher da história

Bruna Gali Silva é primeira oficial a comandar esse tipo de tropa na Polícia Militar do Paraná

O Pelotão de Choque do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) passou a ter como comandante a tenente Bruna Gali Silva desde o fim de abril. Ela é primeira oficial a comandar esse tipo de tropa na Polícia Militar do Paraná. A ascensão da oficial é decorrente da dedicação a segurança pública com preparo técnico que a função exige.

De acordo com o batalhão, a escolha da tenente Bruna para comandar o Pelotão de Choque é resultado de um trabalho de gestão para alocar profissionais com o perfil necessário para desempenhar determinadas missões para que o atendimento à população seja o melhor possível.

A tenente Bruna possui oito anos de serviço na corporação e atua pelo 4º Batalhão desde 2013. Ela é pós-graduada em Análise Criminal, é mestranda em Políticas Públicas na UEM (Universidade Estadual de Maringá) e cursa o último ano do curso de Direito nas Faculdades Maringá.

A trajetória da tenente no 4º Batalhão iniciou-se em 2013, quando comandou a Radiopatrulha da unidade. A oficial se especializou em tiro policial e se tornou instrutora, passando por um curso de Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel), o que a habilitou posteriormente a comandar esta tropa na unidade até a mudança para o Pelotão de Choque.

Com a nova função, ela passou a ter 33 policiais militares sob seu comando, com a missão de atuar em ocorrência de maior periculosidade, prestando apoio às equipes de radiopatrulha e em situações de controle de distúrbios civis.

Da Assessoria

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo