Notícias

BRASIIIIIL! Desembargador que humilhou guarda municipal é ‘condenado’ a receber salário sem trabalhar

O desembargador Eduardo Almeida Prado Rocha Siqueira (foto), do Tribunal de Justiça de São Paulo, ganhou notoriedade nas redes sociais por ter ofendido um guarda municipal em Santos, no litoral paulista. No ano de 2020, ele se recusou a colocar a máscara de proteção ao ser abordado pelo agente. As informações são da colunista Patricia Lages, do R7.

Na ocasião, ele deu uma “carteirada” na tentativa de se livrar da punição. Como não obteve sucesso, o desembargador passou a insultar os guarda-civis e os chamou de “analfabetos”. Além disso, Siqueira rasgou a multa que recebeu e a jogou no chão.

Por esse caso, o desembargador foi condenado em janeiro de 2021 a pagar R$ 20 mil de indenização por danos morais. O juiz José Alonso Beltrame Júnior relembrou em sua decisão que Siqueira chamou um dos guardas de “negro arrogante” durante uma entrevista.

Contudo, o desembargador já havia sido processado em algo semelhante em 2015. Nessa ação, ele teria ofendido e intimidado uma policial militar por telefone a chamando de “completa analfabeta” e dizendo que a queria “fora da PM”.

Por conta disso, o desembargador foi “condenado” à pena de disponibilidade, o que o afastou do seu cargo durante dois anos, mas continuou recebendo o seu salário integral.

Via: IstoÉ

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo