Notícias

Vítima tira sarro de golpista após receber nudes pelo WhatsApp: “mixaria”

A moradora de Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba (RMC), recebeu as mensagens na terça-feira (7)

A cozinheira Eliane Ramos, moradora de Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba (RMC), tirou sarro de um golpista após receber nudes pelo WhatsApp, na tarde desta terça-feira (7). Ela classificou o ‘dito cujo’ do homem como “mixaria”.

Na conversa, o rapaz fingiu ser um dos filhos de Eliane.

Ele comentou que estava precisando usar outro número de celular, pois o aparelho teria estragado. Só que não contava que a vítima faria contato com a filha verdadeira e daria um ‘banho’ no criminoso (print no final da matéria).

Revoltado com as brincadeiras de Eliane, ele mandou um nude, que mulher classificou como mixaria.

“Aliás, eu acho que ele deveria entrar em contato com aqueles produtos lá. Ele está precisando, porque, velho, a gente sabe que encolhe, mas no dele já nasceu com problema. Mixaria, né”, disse à reportagem da Banda B.

Momentos antes, o golpista deu a desculpa de que o telefone celular estava na assistência técnica, fingindo ser um dos filhos de Eliane. “Ontem, estava o dia inteiro falando com a minha filha. Ela mora em Curitiba. Do nada, o telefone estranho me chamou pelo Whats, me chamando de mãe. Falou pra mim que o telefone deu problema, que tinha deixado na assistência técnica pra arrumar”, explicou.

A cozinheira comentou que já conversava com a filha antes, achando estranho o contato durante a tarde. O erro, segundo ela, foi ter falado o nome da jovem.

“Eu dei uma bola fora e perguntei da minha filha com o nome. Ele falou que era ela. Só que pelas palavras dele, pelas escritas, me deu boa tarde, achei realmente muito estranho. Como me manda boa tarde, se eu estava falando desde manhã com ela. Depois, disse que precisava dinheiro para uma conta no banco. Minha filha não tem conta em banco”, relatou.

Foi aí que a cozinheira fez contato com a filha, pra saber se realmente era ela. “Fiz um print e encaminhei pra minha filha. Ela me disse que não era ela. Fui levando a conversa e ele me pediu um PIX de R$ 1,8 mil”, comentou.

Já sabendo que era um golpe, a ideia agora era fazer com que o homem perdesse tempo.

“Fiquei quase uma hora brincando com ele, deixei ele se sentir bem à vontade. Quando disse que sabia que era um golpe, mandei um GIF com a polícia batendo na porta. Foi aí que ele me mandou um nudes, bem cara de pau mesmo”

No nudes enviado à vítima, o homem colocou um óculos no órgão genital. A vítima deve registrar um boletim de ocorrência.

Veja os prints:

Da Banda B

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo