Notícias

Saiba quantos dias você deve manter de isolamento se tiver Covid-19

Cinco, sete ou dez dias: entenda como estabelecer a duração do isolamento de acordo com o quadro clínico e o resultado dos testes

O Brasil voltou a registrar um aumento nos casos de Covid-19 nas últimas semanas. Entre os dias 22 e 28 de maio, o país teve a pior semana epidemiológica de casos da doença desde março deste ano. Nos cinco primeiros meses de 2022 foram 8.693.140 pessoas infectadas pela doença e 47.620 óbitos contabilizados.

Em janeiro, o Ministério da Saúde reduziu o prazo de isolamento de casos leves e moderados de Covid-19 de dez para sete dias. O isolamento deve ser feito por sete dias, desde que a pessoa não apresente sintomas respiratórios e febre há pelo menos 24 horas e sem o uso de antitérmicos.

O entendimento de isolamento é a separação de indivíduos infectados dos não infectados durante o período de transmissibilidade da doença. Nesse prazo, é possível transmitir o vírus em condições de infectar outra pessoa.

Saiba quais são as principais recomendações para quem recebeu um teste positivo para a infecção causada pelo novo coronavírus.

Isolamento de cinco dias

O Ministério da Saúde orienta que quem realizar testagem (diagnóstico molecular ou teste rápido de antígeno) para Covid-19 com resultado negativo no 5º dia, pode sair do isolamento antes do prazo de sete dias, desde que não apresente sintomas respiratórios e febre, há pelo menos 24 horas, e sem o uso de antitérmicos.

Se o resultado for positivo, é necessário permanecer em isolamento por 10 dias a contar do início dos sintomas.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, reduziram o tempo de isolamento recomendado em caso de resultado positivo para Covid-19 de dez para cinco dias para assintomáticos.

A decisão, publicada pelo CDC em dezembro de 2021, reforça a necessidade de utilização de máscaras por pelo menos mais cinco dias quando os infectados estiverem próximos de outras pessoas.

“A mudança é motivada pela ciência que demonstra que a maior parte da transmissão do SARS-CoV-2 ocorre no início do curso da doença, geralmente 1-2 dias antes do início dos sintomas e 2-3 dias depois”, disse o CDC em nota.

Isolamento de sete dias

Para aqueles que no 7º dia ainda apresentarem sintomas, é obrigatória a realização da testagem, de acordo com o ministério. Caso o resultado seja negativo, a pessoa deverá aguardar 24 horas sem sintomas respiratórios e febre, e sem o uso de antitérmico, para sair do isolamento.

Com o diagnóstico positivo, deverá ser mantido o isolamento por pelo menos dez dias contados a partir do início dos sintomas, sendo liberado do isolamento desde que não apresente sintomas respiratórios e febre, e sem o uso de antitérmico, há pelo menos 24h.

Isolamento de dez dias

Quem não realizou a testagem até o 10º dia ou se teve teste positivo no quinto ou no sétimo dia, mas estiver sem sintomas respiratórios e febre, e sem o uso de antitérmico, há pelo menos 24 horas, poderá sair do isolamento ao fim do 10º dia.

Para todos os casos em que o isolamento for encerrado no 5º ou no 7º dia, as pessoas devem manter as medidas adicionais até o 10º dia, como o uso de máscaras, higienizar as mãos, evitar contato com pessoas imunocomprometidas ou que possuam fatores de risco para agravamento da Covid-19 (veja outras orientações na galeria).

Outras recomendações

O CDC orienta que as pessoas que testarem positivo para a Covid-19 devem:

  • Notificar qualquer pessoa com as quais você teve contato, para que eles saibam que possam ter sido expostos
  • Monitorar os sintomas
  • Manter distância de outras pessoas em casa e também de animais de estimação
  • Não compartilhar itens pessoais, como toalhas, talheres e copos
  • Usar máscara quando estiver próximo de outras pessoas

Confira orientações do Ministério da Saúde diante do diagnóstico de Covid-19


Confira orientações do Ministério da Saúde diante do diagnóstico de Covid-19 – Crédito: Myke Sena/MS


O Ministério da Saúde recomenda que diante de sintomas compatíveis com a Covid-19, como febre, tosse, dor de garganta ou coriza, com ou sem falta de ar, as pessoas devem buscar atendimento médico. Confira outras orientações – Crédito: Cassiano Psomas/Unsplash


Use máscara o tempo todo – Crédito: Getty Images


Se for preciso cozinhar, use máscara de proteção, cobrindo boca e nariz todo o tempo – Crédito: Conscious Design/Unsplash


Depois de usar o banheiro, limpe o vaso, mantendo a tampa fechada, higienize a pia e demais superfícies com álcool ou água sanitária. Sempre lave as mãos com água e sabão – Crédito: Nathan Dumlao/Unsplash


Separar toalhas de banho, garfos, facas, colheres, copos e outros objetos para uso exclusivo – Crédito: Sven Mieke/Unsplash


O lixo produzido precisa ser separado e descartado – Crédito: Kinga Lopatin/Unsplash


Evite compartilhar sofás e cadeiras e realize limpeza e desinfecção frequente com água sanitária ou álcool 70% – Crédito: Nathan Fertig/Unsplash

Mantenha a janela aberta para circulação de ar do ambiente usado para isolamento e a porta fechada, limpe a maçaneta frequentemente com álcool 70% ou água sanitária – Crédito: Daniel Hansen/Unsplash


Caso o paciente não more sozinho, recomenda-se que os demais moradores da residência durmam em outro cômodo – Crédito: Bermix Studio/Unsplash


Mantenha a distância mínima de 1,5 m entre a pessoa infectada e os demais moradoresCrédito: Chris Greene/Unsplash

Via: CNN Brasil

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo