NotíciasVídeos

“Foi injusta a prisão”, diz dono do galo preso em Ivaiporã por perturbação do sossego; vídeo

Polícia Militar foi acionada por conta da cantoria do animal às 4h da madrugada

O trabalhador autônomo Elcio Antunes da Silva considera injusta a prisão do galo que criava no quintal de casal.

Ele falou sobre o caso inusitado no município de Ivaiporã e que foi motivado por desentendimento com o vizinho na Vila Santa Terezinha. “O vizinho reclamou porque ele canta”, diz o dono do galo ao garantir que isso não trazia incômodos.

“Foi uma perturbação de sossego e a fonte geradora de som é um galo. A equipe foi acionada e em contato com o solicitante no local ele informou que desde janeiro o vizinho começou a criação de animais”, afirma o Aspirante Augusto da 6ᵃ CIPM.

O vizinho tentou contato com o dono do galo, mas como a situação não se resolvia buscou auxílio da PM. “Apesar de ser algo inusitado, cabe a Polícia Militar a proteção de direitos de ambas as partes’.

A denúncia que chegou aos policiais é de que o galo começava a cantar às 4h da madrugada e não parava mais.

“Para evitar que isso tivesse um desdobramento maior, orientou as duas partes, no entanto, o solicitante teve interesse em representar contra o dono do galo, ambos foram até o cartório da 6ᵃ Cia Independente para lavrar o boletim de ocorrência e termo circunstanciado”, explica o aspirante.

O galo também foi encaminhado na viatura policial e está em local definido pela Secretaria de Meio Ambiente do município. O dono, no entanto, esperar recuperar o animal de estimação.

Do CATVE

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo