Notícias

Crime na Vila Guarujá: Assassino se apresenta na Polícia Civil e afirma que era ameaçado pela vítima

Nesta terça-feira, dia 8, José Miguel Santos se apresentou na Delegacia de Polícia Civil de Campo Mourão, onde confessou ser o autor do assassinato de Rafael Santos (foto), na Vila Guarujá.

Acompanhado de advogados, Santos afirmou que matou o desafeto por que este o ameaçava de morte há dias.
Segundo o Delegado chefe da 16ª SDP, Nilson Rodrigues da Silva, a motivação do crime seria o fato da vítima ter sido demitido do emprego em uma fazenda, onde o autor também trabalhava.

O assassino confesso afirmou que não queimou o corpo de Rafael. Segundo ele, entrou na casa da vítima, o surpreendeu e efetuou um disparo só. A arma do crime não foi apresentada. José Miguel alega tê-la perdido.

O Delegado suspeita que Rafael tombou em uma fogueira após ser baleado.

O crime ocorreu no sábado (5) e foi o 11º assassinato do ano em Campo Mourão.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo