NotíciasVídeos

Discussão por causa do preço de cerveja acaba em pancadaria; assista!

A confusão foi entre um cliente e o dono de uma distribuidora de bebidas em Curitiba

O proprietário de uma distribuidora de bebidas no bairro Sítio Cercado, em Curitiba, e um cliente protagonizaram cenas assustadoras durante uma briga motivada pelo preço da cerveja. A situação foi registrada em vídeo. (Assista abaixo)

Segundo a versão do freguês, ele ligou no estabelecimento comercial para pedir o valor da cerveja e minutos depois foi até o local para efetuar a compra. No entanto, lá, descobriu que o preço repassado por telefone era da cerveja quente, mas ele queria comprar a cerveja gelada que tem outro valor.

“Eu peguei e falei para ele que eu tinha ligado, se ela não faria o preço que eu falei e ela falou que não. Daí, ela bem estúpida começou a falar algumas coisas e eu falei: ‘Vou botar na internet então que o preço não é esse’. Ela pegou e falou bem assim: ‘Pode botar, você é um lixo mesmo’ e eu virei as costas e falei: ‘Lixo é o atendimento de vocês’. Ali ela surtou, já chamou o marido, já chamou os filhos, já vieram todos me empurrando. Eu já tinha pagado a cerveja, eu paguei o preço que eles queriam”, disse o homem.

Já do lado de fora, a confusão continuou e a Polícia Militar foi chamada. Mesmo assim, nem a presença dos agentes de segurança foi o suficiente para conter o que estava por vir: cliente e proprietário trocaram agressões em meio a gritos e xingamentos.

Conforme o dono da distribuidora, a situação foi levada ao extremo depois que o cliente desferiu um soco no rosto de seu filho.

“Quem começou a confusão foi ele quando ele agrediu o meu filho na frente dos policiais. Naquilo eu perdi a cabeça, de ver o meu filho com a boca toda sangrando”, disse o homem que pegou um pedaço de pau e depredou o carro do cliente.

Dentro do veículo estavam a esposa e os dois filhos do freguês. O para-brisa, um dos retrovisores e o comando de seta foram quebrados durante a briga.

“Machucou o olho da minha filha porque voou um pouco de caco de vidro no olho dela. O que aconteceu com a minha filha e com o meu filho, eu não quero que aconteça com outras crianças. Meus filhos estão traumatizados, eles não dormem a noite, eles choram quando estão dormindo”, conta a esposa do homem.

Em sua defesa, o proprietário do estabelecimento explicou que jamais teria batido no veículo se soubesse que as crianças estavam lá dentro. Mesmo assim, agora que a história viralizou nas redes sociais, ele e sua família estão sendo ameaçados de morte.

Veja a reportagem completa:

Do RIC Mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo