Notícias

Dicas práticas e fáceis podem garantir festas de fim de ano com segurança

Uma das principais dúvidas neste fim de ano é sobre as festas de Natal e Ano Novo e como devem ser comemoradas. Reunir a família ou manter o distanciamento é a pergunta que se faz.

Mas, é possível celebrar o Natal e o Ano Novo em segurança, mesmo com as limitações da Covid-19. O Movimento #NósFazemosEventos reuniu dicas práticas e fáceis para serem usadas nas festas de final de ano. A ideia é que as pessoas possam celebrar e se divertir seguindo as orientações dos órgãos de saúde.

“O setor de eventos foi um dos mais afetados pela pandemia da Covid-19 e rapidamente se adaptou para garantir a segurança nas comemorações sociais e corporativas. Por isso, queremos compartilhar nosso aprendizado e as boas práticas adotadas nos eventos controlados. Elas servem também para as reuniões familiares em casa”, conta o empresário Fernando Rondeau Araujo, proprietário da ME Movelaria, um dos idealizadores do Movimento #NósFazemosEventos.

Há uma regra de ouro para garantir um ambiente seguro, sem risco de contaminação pelo novo coronavírus. Além de seguir as regras de distanciamento e higiene, o ideal é celebrar presencialmente apenas com as pessoas de convívio diário ou o núcleo familiar mais próximo. Além, é claro, das medidas mais comuns, como a higienizaçãocom álcool gel, o distanciamento necessário e não compartilhar copos e talheres.

O movimento #NósFazemosEventos reúne empresas e profissionais do mercado de eventos sociais e coorporativos, um dos setores mais afetados pela pandemia da Covid-19. A inspiração para o movimento curitibano vem do Reino Unido, onde nasceu o #WeMakeEvents com o propósito de se tornar uma ação global engajando empresas e pessoas que atuam para que a indústria de eventos possa voltar a funcionar.

O movimento #NósFazemosEventos nasceu para oferecer aos parceiros treinamentos, cursos, oficinas, webinares e ebooks com boas práticas para a realização de eventos. Além disso, se propõe a criar campanhas que combinem forças para oferecer convergência, com o objetivo de atender às necessidades de comunicar táticas de curto e médio prazo, bem como os planos de longo prazo, necessários para apoiar a indústria. Saiba mais no site https://nosfazemoseventos.com.br/

Ideal é reunião do mesmo núcleo familiar

As autoridades de Saúde alertam que o ideal é que as famílias passem as festas de fim de ano apenas com núcleos familiares que convivem. É o jeito mais seguro de evitar contaminação por Covid-19. “Melhor tomarmos todos os cuidados agora para que todos estejam bem no próximo Natal e no próximo ano”, tem alertado constantemente o secretário de Estado de Saúde, Beto Preto. E

A Secretaria de Segurança também alerta que o toque de recolher das 23 às 5 horas e a proibição e venda de consumo de bebidas alcoólicas estão valendo também na noite de Natal. A Polícia Militar estará nas ruas para fiscalizar. Pelo decreto, as aglomerações com mais 10 pessoas também estão proibidas.

Testes

Para tentar passar o Natal e Ano Novo com a família mesmo durante a pandemia de Covid-19 e contra todas as recomendações das autoridades de saúde, muitas famílias têm optado pela realização de exames para verificar a presença do vírus ou não e assim estarem ‘liberadas’ para as festas. De olho no crescimento desta tendência, o Hospital de Clínicas do Paraná (HC) fez um alerta de que os testes não anulam a possibilidade de propagação do coronavírus entres as famílias, porque dependendo do estágio da infecção, falsos negativos são muito comuns.

Em entrevista ao Bem Paraná, o médico infectologista do Hospital de Clínicas, Bernardo Montesanti Machado de Assis, o teste ajuda a identificar o transmissor, mas não pode dar 100% de certeza de que os familiares não estão infectados. Se a pessoa estiver com vírus incubado no momento do teste, o resultado dará negativo. Outro fator perigoso é o tempo do teste. Se a pessoa faz o teste hoje e vai encontrar a família daqui a quatro ou cinco dias, pode falhar. Ou seja o teste não substitui os cuidados, o distanciamento, o álcool gel o uso de máscara”, afirmou o médico

Dicas para as celebrações de final de ano

– As reuniões presenciais devem ter o menor número possível de convidados, sendo restritas às pessoas de convívio diário e familiares mais próximos
– O ideal é realizar a comemoração ao ar livre, no quintal ou na varanda. Quando isso não fowr possível, mantenha as portas e janelas abertas
– Manter o distanciamento de 1,5 metro durante toda a celebração, inclusive no momento das fotos e vídeos
– Evite cumprimentos com contato físico
– Deixe álcool em gel 70% à disposição na entrada da casa e na mesa de refeição
– Coloque os utensílios na mesa perto da hora de servir
– Não compartilhe copos, pratos e talheres
– Higienize as mãos e as embalagens durante a troca de presentes
– Todas as pessoas presentes devem usar máscaras e tirá-las apenas no momento da refeição
– Pessoas com sintomas respiratórios (dor de garganta, tosse ou febre) não devem participar da comemoração
– Evite reuniões prolongadas e redobre a atenção caso tenha algum familiar idoso ou doente crônico
– Caso a festa tenha algum participante “de fora”, todas as pessoas presentes devem usar máscara

Do Bem Paraná

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo