Notícias

Manifesto neste domingo (18) pede justiça para Viviane, voluntária da causa animal assassinada em C. Mourão

Viviane Andrea dos Santos foi agredida na cabeça com um tijolo. Suspeito do crime prestou depoimento e foi solto. Jovem faleceu na última quarta-feira, dia 14

Neste domingo, dia 18, a partir das 8 horas da manhã, acontece um manifesto pedindo justiça no caso da voluntária da causa animal morta após denunciar um vizinho que agredia seu cachorro com um pedaço de madeira.

Numa iniciativa da PAIS, entidade na qual Viviane Andrea dos Santos era voluntária, o evento acontece na praça do Fórum, na área central da cidade.

Os organizadores lembram que continua proibida a aglomeração de pessoas e, por isso, pede que os participantes façam uso das máscaras e mantenham distância uma das outras. Será permitido levar seu animal de estimação no evento.

Denúncia e morte

Voluntária da PAIS (Protetores de Animais Independentes), Viviane foi agredida por um vizinho após defender um cachorro e morreu na Santa Casa de Campo Mourão na última quarta-feira (14).

Segundo a Polícia Civil, no dia 20 de setembro, Viviane Andrea dos Santos, que tinha 33 anos, chamou a Polícia Militar (PM) e a PAIS porque o vizinho estava agredindo o cachorro dele com um pedaço de madeira.

Os policiais que atenderam a ocorrência, no Jardim Paulista, não encontraram o suspeito no local, porém resgataram o animal ferido.

Horas depois do atendimento da PM, segundo a Polícia Civil, o suspeito invadiu a casa de Viviane e a agrediu na cabeça com um tijolo.

A vítima foi socorrida e levada ao hospital Santa Casa em estado grave, com vários ferimentos na cabeça.

Viviane cuidava de 12 animais que foram vítimas de maus-tratos.

Agressor foi solto

No dia das agressões, o suspeito do crime foi levado à delegacia, prestou depoimento e foi solto.

Ele respondia a um inquérito por lesão corporal. Com a morte da vítima, segundo o delegado que cuida do caso, o homem poderá responder por homicídio ou lesão corporal seguida de morte.

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo