Notícias

Em C. Mourão, índice de infestação do mosquito da dengue está dentro da média preconizada pelo MS

Apenas no Jardim Santa Cruz (José Richa) foi constatado índice acima de 5%, o que é considerado alto.

Levantamento Rápido de Índice (LIRA) realizado na semana passada pela Secretaria Municipal de Saúde, aponta que o índice de infestação do mosquito Aedes aegypti está dentro da média preconizada pelo Ministério da Saúde: 0,52 por cento (abaixo de 1 por cento). Apenas no Jardim Santa Cruz (José Richa) foi constatado índice acima de 5%, o que é considerado alto.

Das 43 localidades averiguadas, em 36 o índice de infestação foi zero. Foram pesquisados 1.735 imóveis e em apenas 9 foram encontrados focos do mosquito.

Podemos considerar esse resultado excelente. Mas ao mesmo tempo é preciso lembrar que cada um é responsável por seu imóvel e é preciso continuarmos atentos com recipientes que podem acumular água”, enfatiza o chefe do Departamento de Vigilância em Saúde, Carlos Bezerra.

Para ele, o longo período seca, o fato das pessoas estarem mais em casa por conta da pandemia e o trabalho de campo permanente dos agentes de endemias são fatores que contribuíram para eliminação de focos.

Pedimos cuidado especial nesse período em que o calor começa a aumentar com as piscinas. O tratamento da água deve ser feito com cloro. Estamos averiguando isso em todos os imóveis”, reforça.

Mesmo com números favoráveis, o trabalho de campo dos agentes de endemias continua.

Nos nove imóveis onde foram encontrados focos, a maioria estavam em residências (78%) e em terrenos baldios (22%). O lixo nos quintais continua sendo os maiores hospedeiros de focos (65%).

Bezerra lembra que o município já aplicou várias multas a moradores notificados e que não tomaram providências.

Da Redação com Assessoria/PMCM

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo