Notícias

Candidato a vereador é morto após ser atacado em live em Minas Gerais

O pré-candidato a vereador em Patrocínio (MG), Cássio Remis (PSDB), foi assassinado a tiros na tarde desta quinta-feira (24) depois de fazer uma live criticando obras realizadas pela prefeitura (o vídeo foi publicado no Facebook do candidato).

Remis estava em frente a uma casa que, segundo ele, funcionaria como comitê de campanha de seu adversário político, o prefeito Deiró Marra (PSB), candidato à reeleição.

De acordo com a Polícia Militar, o suspeito do crime é Jorge Marra, irmão do prefeito e secretário de Obras; ele está foragido.

Na live, o candidato, que também é presidente municipal do PSDB, faz acusações sobre o suposto uso de equipamentos públicos para obras que beneficiariam Marra. Na sequência, ele filma a aproximação de um homem, que seria o secretário municipal, que desce de uma caminhonete, vai até Remis e toma o celular. Jorge Marra teria conseguido deixar o local levando o aparelho. Ao tentar recuperá-lo, o candidato foi baleado e morto nas proximidades da sede da pasta.

O presidente estadual do PSDB, deputado federal Paulo Abi-Ackel, divulgou nota em que manifesta “mais profundo repúdio à extrema violência que se abateu sobre o presidente municipal do PSDB de Patrocínio Cássio Remis dos Santos, de 37 anos. Nenhuma divergência política justifica a substituição do debate e das diferenças por meios violentos, ainda mais em se tratando de vidas humanas“, afirmou.

Do Estadão Conteúdo

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo