Notícias

11º BPM realiza atividade no dia do encerramento da Semana Nacional de Trânsito, nesta 6ª

Nesta sexta-feira (25), data do encerramento da Semana Nacional de Trânsito (SNT), que teve início no dia 18 de setembro, o 11º Batalhão de Polícia Militar irá realizar, no centro de Campo Mourão, uma atividade que visa a conscientização das pessoas sobre os perigos que o trânsito oferece diariamente.

Neste ano, o tema definido pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) é “Perceba o risco, proteja a vida”, que visa chamar a atenção para o grande número de acidentes e vítimas fatais no trânsito brasileiro.

As atividades do 11º BPM terão início às 9h30, na esquina da avenida Capitão Índio Bandeira com a rua São Paulo, com a exposição de dois veículos que se envolveram em acidentes graves.

Nosso objetivo é causar um impacto nas pessoas e alertar os condutores, ciclistas e pedestres sobre a importância das mudanças de atitudes no trânsito, deixando claro que cada um é responsável pela segurança de todos quando o assunto é prevenção de acidentes“, explicou o Aspirante Matiskei, Comandante do Pelotão de Trânsito do 11º BPM.

Ainda de acordo com o oficial, o grande número de veículos dificulta a mobilidade urbana e também contribui para que a cidade tenha um alto número de acidentes com vítimas.

De acordo com dados apurados pelo Pelotão de Trânsito, de 1º de janeiro até o dia 21 de setembro foram registrados 483 acidentes que resultaram em 285 pessoas feridas.

Do total de acidentes, 356 envolveram automóveis; 246 motocicletas, motonetas e ciclomotores; 53 caminhonetes; 41 caminhões e 16 bicicletas.

A Capitão Índio Bandeira lidera o ranking de acidentes, com 42 ocorrências registradas no período. Em segundo lugar está Manoel Mendes de Camargo, com 30 registros. Na sequência estão as avenidas Goioerê, Irmãos Pereira, Guilherme de Paula Xavier e Jorge Walter, com 25 ocorrências cada.

Ainda de acordo com o levantamento obtido junto ao Pelotão de Trânsito, os condutores mais jovens são os que mais se envolveram em acidentes de trânsito no período. Foram 207 pessoas na faixa etária de 18 a 29 anos. Dos 30 aos 40 anos o número cai para 123. Já na faixa de idade entre 41 e 50 anos a quantidade é ainda menor, com 69 casos.

São aproximadamente 70 mil veículos licenciados no município e, deste total, aproximadamente 17 mil são motocicletas e motonetas. Além disso, a cidade recebe diariamente um grande número de veículos de cidades vizinhas, e isso nos traz uma preocupação muito grande, pois quase que diariamente somos acionados para atender acidentes, muitos deles com vítimas que necessitam de atendimento do Siate ou Samu devido à gravidade dos ferimentos, principalmente quando envolvem motociclistas“, salienta Matiskei.

Ainda de acordo com o levantamento feito pelo Pelotão de trânsito junto ao Detran, no ano de 2018, de 2013 a 2017 houve um crescimento de 13,89% na frota em Campo Mourão. Em 1995 o número da frota era de apenas 17.970; em 2005 esse número subiu para 31.047; em 2015 passou para 61.928, um aumento de 99;4%. Já no ano de 2018 o município contava com 67.244 veículos registrados.

Vários são os responsáveis por esse aumento expressivo, dentre eles as inúmeras vantagens para a compra de carros e motocicletas, sejam eles novos ou usados. Aliado a este fator, cabe também destacar que a cidade não conta com ciclovias ou ciclofaixas, o que poderia estimular o uso de bicicletas e, consequentemente, diminuir a circulação de carros e motocicletas nas vias da cidade.

Da Assessoria/11º BPM

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo