Notícias

Presidente que dizia que vodca evita Covid-19 pega coronavírus

O presidente de Belarus (antiga Bielorrússia), Alexander Lukashenko, de 65 anos, foi diagnosticado nesta terça-feira com Covid-19, de acordo com a imprensa local, citando um comunicado do governo. O líder da ex-república soviética dizia que o consumo de vodca é capaz de evitar que as pessoas sejam infectadas pelo coronavírus.

Lukashenko costumava declarar que 50ml de vodca seriam suficientes para afastar o coronavírus. Segundo ele, ir à sauna também seria capaz de proteger as pessoas.

Em abril, Lukashenko chegou a afirmar que “ninguém vai morrer por causa do novo coronavírus no país” e voltou a negar a necessidade de uma quarentena severa como a adotada por diversos países para conter a pandemia de Covid-19. O presidente continuou praticando o seu esporte favorito, hóquei sobre o gelo, o que lhe valeu muitas críticas.

“Ninguém vai morrer de coronavírus no nosso país. Eu declaro isso publicamente. Nós já encontramos combinações de drogas para salvar as pessoas”, afirmou Lukashenko.

Lukashenko ainda pediu que as pessoas se mantenham “positivas” para enfrentar a doença, disse, segundo a agência estatal BeITA.

Belarus já teve 67 mil casos confirmados de Covid-19, com 538 mortes. Lukashenko está no poder desde 1994.

Fonte: Page Not Found/Extra

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar