Notícias

Manifestação em Curitiba termina em quebra quebra e confronto com a PM; vídeos e fotos

Com o slogan "Vidas negras importam!", a manifestação foi organizada pelas redes sociais

Um protesto anti-racista organizado pelo Facebook acabou em vandalismo e em confronto com a Polícia Militar (PM), na noite desta segunda-feira (1), no Centro de Curitiba. A tropa de Choque da PM teria utilizado bombas de gás lacrimogênio e balas de borracha para conter os manifestantes. Um cenário de depredação foi deixado após a confusão.

A manifestação teve início às 18h, na Praça Santos Andrade, em frente à Universidade Federal do Paraná (UFPR). Após o ato, os manifestantes seguiram em passeata até o Centro Cívico, onde agências bancárias foram depredadas e o confronto com as equipes policiais aconteceu. O Shopping Mueller e a sede do Fórum de Curitiba também teriam sido alvos de vandalismo.

Bianca, uma das integrantes da manifestação, conta que se assustou com a confusão após ser atingida por uma bala de borracha. “Os policiais começaram a atirar balas de borracha e usar bombas de lacrimogênio. Uma bala pegou na minha perna e depois me deu um ataque de pânico”, contou à Banda B.

Em nota, a Prefeitura de Curitiba informou que houve registro de danos em algumas estações-tubo na região do Centro Cívico e pontos de mobiliário urbano na Praça Tiradentes, Nestor de Castro.

Anti-racista
Com o slogan “Vidas negras importam!”, a manifestação foi organizada pelo Facebook e a descrição da página do evento explica que o protesto é “contra o genocídio da população negra”.

“Não somos todos iguais! Somos mortos todos os dias pela cor da nossa pele, por nossos traços, por sermos periféricos e favelados! Queremos equidade, queremos ser vistos ocupando todos os espaços que também são nossos e nos é tirado. Queremos estar VIVOS!?, escreveram os organizadores na página do evento.

Assista abaixo vídeos dos confrontos:

Da Redação com Banda B e Bem Paraná

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo