Terça-Feira
19/03/2019
Com 24 casos de dengue confirmados em C. Mourão, Comitê pede mais cuidado no combate ao mosquito transmissor
publicado em: 14/03/2019 - 18:45h

Alerta é para que a população entenda a gravidade da situação e façam a sua parte, eliminando os recipientes de água parada


Com o número de casos de dengue em Campo Mourão chegando ao total de 24 pessoas, o Comitê Gestor de Combate a Dengue pede que a população redobre seus cuidados, para a redução dos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue. Os novos casos surgiram no Jardim Paulista e no Conjunto Cohapar. Destes, 20 foram contraídos dentro do próprio município e quatro foram importados.


Assim, pede-se, definitivamente, que a população entenda a gravidade da situação e façam a sua parte, eliminando os recipientes de água parada.


Desde a semana passada a Secretaria Municipal da Saúde, por meio do Setor de Endemias, vem trabalhando com o a aplicação do Ultra Volume Baixo (UBV), o popular “fumacê” acoplado em uma caminhonete em bairros que apresentam maior incidência de casos de dengue, como os Jardins Flora, Albuquerque, Izabel, Nossa Senhora Aparecida, Alvorada e Santa Nilce, áreas onde estavam concentrados a maioria dos casos de dengue registrados neste ano de 2019.


Nos dias da passagem do “fumacê”, Carlos Bezerra, responsável pelo Setor de Endemias, orienta os moradores para que fiquem atentos, abrindo janelas e portas, mantendo abertas após a dedetização. “Animais domésticos, principalmente pássaros, devem ficar protegidos contra o produto dentro de casa também por este período de duas horas (sendo cobertas as gaiolas). Os bebedouros de animais e aves também devem ser colocados de boca para baixo e serem lavados antes de voltarem ao seu lugar. As pessoas com problemas alérgicos, respiratórios, em situação de saúde precárias, crianças, idosos e gestantes também devem ser protegidos durante a aplicação do produto”, destaca. O horário da passagem normal geralmente é das 16 até as 21 horas (tarde/noite) e das seis as 10 horas (manhã), quando há condição climática adequada.    

Fonte: Da Redação com Assessorias
Contato: [email protected]
VOLTAR
IMPRIMIR
ENVIAR
X
Meu Nome:
Meu E-mail:
Para:
E-mail:
Mensagem: