Quarta-Feira
23/08/2017
Durante os últimos 12 anos prefeitura bancou energia de entidades particulares no Parque de Exposições
publicado em: 15/06/2017 - 10:06h
   A denúncia de possível irregularidades nas instalações elétricas do Parque de Exposições Getúlio Ferrari resultou na constatação que durante os últimos doze anos (2005 a 2016) a Prefeitura de Campo Mourão arcou com o consumo de energia das entidades instaladas no Parque. Ou seja, durante os oitos anos da administração Nelson Tureck e os quatro de Regina Dubay os cofres públicos mourãoenses arcaram com a energia consumida por entidades particulares.
  
   Como o consumo médio dos últimos três meses gira em torno de R$ 14 mil, é possível chegar ao valor de mais de R$ 2 milhões que a prefeitura bancou o consumido por entidades instaladas no Parque. Mesmo dividindo esse valor pela metade, levando em consideração que a Prefeitura também tem instalações no local, os valores são consideráveis para o atual momento financeiro da prefeitura. Descasos como esse podem também explicar a calamitosa situação econômica herdada pelo prefeito Tauillo Tezelli.
  
   Nesta quarta-feira, conforme publicado anteriormente,  o Ministério Público visitou o Parque de Exposições e não encontrou ligações clandestinas conforme fora denunciado em redes sociais, mas entende que a atual situação, de um relógio medidor único, precisa ser revista imediatamente. A prefeitura, em nota divulgada nesta data, afirma que já tinha conhecimento do fato é tomou atitudes tanto que já havia notificado as entidades com instalações permanentes no Parque para a providência de medidores individuais.
Fonte: Da Redação
Contato: contato@crn1.com.br
VOLTAR
IMPRIMIR
ENVIAR
X
Meu Nome:
Meu E-mail:
Para:
E-mail:
Mensagem: